Construção a seco

 em Projeto de Arquitetura

A construção a seco é um sistema construtivo muito interessante sob vários aspectos porque une praticidade, economia de tempo na execução, limpeza na obra e rapidez em eventuais futuras manutenções. Esse sistema é conhecido também como steel frame. Nele são utilizadas estruturas metálicas de aço galvanizado projetadas com dimensões previamente fabricadas e especificadas em projetos. Elas chagam previamente cortadas na obra e são montadas de forma muito rápida. Após a estrutura instalada, são fixadas as placas de gesso acartonado nas paredes internas e no fechamento externo são utilizadas as placas cimentícias que fazem o papel da alvenaria de fechamento. Essa placa, assim como a alvenaria convencional, aceita qualquer tipo de revestimento.
As vantagens desse sistema são inúmeras. Uma delas é o tempo de execução que é inferior ao da alvenaria e com menos funcionários para a montagem. Outro ponto positivo é a praticidade durante a obra em relação as instalações elétricas e hidráulicas que são montadas antes do fechamento final das placas de gesso acartonado, o que evita a tradicional “quebradeira de paredes” que ocorre em uma construção com paredes em alvenaria.

Destaca-se também a economia na questão estrutural, pois esses materiais são leves, o que leva uma economia em relação a obras que com estruturas em concreto armado ou pré-moldados. Por fim, quando necessário fazer algum reparo ou manutenção tudo fica mais fácil para ser acessado, como por exemplo a parte elétrica e hidráulica, evitando desgastes e sujeira nos ambientes. Menor custo por conta do menor desperdício de materiais; obra limpa; mais conforto termo acústico devido ao preenchimento das paredes com lá de vidro e ser um sistema altamente sustentável em função da redução de geração de entulhos, são outras vantagens da construção a seco.

Este sistema originado nos Estados Unidos ainda pode ser considerado uma inovação no Brasil, porém vem crescendo, principalmente em residências em condomínios horizontais. Essa tecnologia desembarcou aqui no final dos anos 90 em edificações de médio e alto padrão. Com o passar dos anos naturalmente ocorreu uma disseminação desse sistema construtivo e atualmente muitas construtoras utilizam esse sistema na construção de conjuntos habitacionais de padrão mais popular, desenvolvendo sua industrialização gerando alta produtividade e racionalização dos processos. De fato devido, a essas vantagens é um sistema excelente e tende a continuar a crescer.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário