Projeto de acessibilidade

 em Projeto de Arquitetura

No Brasil a acessibilidade começou a ser debatida no ano de 1980, neste mesmo período foi criada a NBR 9050 pela Associação Brasileira de Normas Técnicas. Nela foram abordados os primeiros aspectos técnicos sobre este tema no país. Apesar da sua importância, as diretrizes e os conceitos gerais desta norma não foram aplicados na prática pelos profissionais naquela época.

Nos projetos arquitetônicos são sempre considerados os acessos especiais para deficiências (PCDs) e para pessoas que possuem algum tipo mobilidade reduzida, como por exemplo, crianças, idosos e gestantes. Por força desta lei, toda edificação pública ou privada que tenha circulação de público, como comércio, escolas, museus, cinemas, hotéis, hospitais, entre outros, devem estar acessíveis.

Diante disso, profissionais de arquitetura passaram a projetar os espaços e readequar outros já existentes atendendo às demandas inclusivas, aliando-as a estética e a outros conceitos arquitetônicos.

Ao seguir às diretrizes da norma ABNT NBR 9050, os profissionais seguem critérios e parâmetros técnicos observando a construção, instalação e adaptação de edificações às condições de acessibilidade. Para se ter ideia da importância, esta norma ganhou força de lei e é uma das normas mais consultadas da ABNT. Atualmente os Conselhos de Arquitetura e Urbanismo (CAU) e Engenharia Civil (CREA) exigem que os profissionais da área declarem o cumprimento à NBR 9050, isso faz da acessibilidade um item inerente ao exercício projetual.

Como exemplo de acessibilidade, citamos alguns itens como rampas de acesso, que devem respeitar inclinações máximas e alturas menores, tendo como premissas a segurança, o conforto e a autonomia. Escadas da mesma forma com dimensões específicas tendo uma relação entre a altura do espelho e a largura do piso dentro dos padrões especificados na norma. Corrimãos em escadas e rampas também devem estar adequados com alturas máximas.

Seguindo o padrão de acessibilidade, internamente as edificações devem também possuir ambientes com dimensões e mobiliários especiais para atender todos os públicos. A questão da acessibilidade é um tema em constante evolução e merece atenção de todos, em especial aos projetistas e executores. Devemos estar atentos às experiências internacionais que agrega devido uma enorme gama de especificidades e diretrizes. A acessibilidade nos projetos está sempre em mudanças de comportamento e exigindo novas necessidades, de acordo com o público de cada projeto desenvolvido.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário